segunda-feira, 15 de setembro de 2008


"Desculpa se te fiz fogo e noite
Sem pedir autorização por escrito
Ao sindicato dos deuses...
Mas não fui eu que te escolhi.
Desculpa se te usei
Como refúgio dos meus sentidos
Pedaço de silêncios perdidos
Que voltei a encontrar em ti..."

1 comentários:

tati disse...

Jaque! Meu Deus! Quanta coisa, quanto tempo... Adorei tudo o que você escreveu, que inspiração que você tá! Saudades. Beijos