terça-feira, 26 de março de 2013


Sabe o vazio?
Não, não é esse assim que você conhece.
É aquele que só ela julga ter e sentir.
Amanheceu na cidade cinzenta e ela acordou apática.
Sutilmente ela tentou dispensar os pensamentos negativos,
Mas tem dias em que as lembranças são como úlceras mal curadas.
Abrem feridas internas, mais uma vez.
E no jeans rasgado, uma moeda de dez centavos e um papel de Halls.
Restos de saudade...
Com sabor melancia.

2 comentários:

Marco Romer disse...

Então a saudade tem sabor de melancia? Isso explica porque nunca gostei muito dela... ;) Adorei o novo design do blog! Ficou bem bacana, Jaque. Beijos!

Luisa L'Abbate disse...

Adorei seus textos! Já estou seguindo hehe se quiser, depois dá uma olhada no meu =D