quarta-feira, 13 de março de 2013


"Solidão, palavra
Cavada no coração
Resignado e mudo
No compasso da desilusão... "

(Dança da solidão - Paulinho da Viola)

Deixa eu falar. Faça perguntas. Queira ouvir o que tenho a dizer. Não sou um recipiente, uma porta. Tenho voz e preciso gritar. Mas de nada vale se isso não chegar a você.

Então chegue mais perto! Me ligue. Apareça na janela enquanto eu buzino ali embaixo do prédio. Seus ouvidos estão cada vez mais longe dos meus lábios e eles balbuciam palavras trêmulas e confusas.

Me ouça e, se der, entenda o que eu digo. Pois o que eu falo é vago e sem sentido, por não ter consistência, cartão de vacina e nem ser maduro o suficiente. São palavras de menina, com medo, no canto da sala. Ela não sabe o que diz, mas insiste em dizer. E eu digo.

E por  você não querer ouvir fica tudo aqui, acumulado e opaco, num amontoado de vírgulas e reticências que não explicam minha saudade, minha vontade, minha fome.

Então me leia nessas entrelinhas tortas. Olhe pra mim, segure minha mão bem forte e acabe logo com isso.

Pois tentar falar o que eu não sei falar e querer - mais uma vez - dizer tudo que você já sabe, é constrangedoramente trágico.

Trágico, mas vital para um coração que não aguenta mais tanto silêncio e escuridão.



Tagged: , , , , , , , , , , ,

4 comentários:

marcosa disse...

PRECISO GRITAR
(Adaptação)

Deixa eu falar
Não sou um copo,
Não sou um portal...
Tenho voz, preciso gritar

Chega mais perto
Atende quando ligo
Pode ser tudo vago
até meio sem sentido
palavras de menina
entende quando digo

Pois nada disso vale
Se a você não chegar

Como palavras cruzadas
Minha saudade
Minha fome
Não conseguem se encaixar
Como palavras cruzadas
Minha vontade
O seu nome
Não conseguem se encaixar

Deixa eu falar
Eu sou faca
Eu sou um punhal
Quero paz, preciso gritar

Marco Romer disse...

Pode falar, estou aqui! :D

Pepe Donato disse...

Caramba, Nine!
Ficou tudo muito legal!
O Marcao matou a pau, como a gente diz aqui na Bahia. Agora eu quero ouvir a música, pô!
Demais!

Anônimo disse...

Muito bom , Nine!
"A voz de alguém quando vem do coração, de quem mantém toda a pureza da natureza..."

Simples e direto!
Bjs,
Ana Cau